Engenharia do Concreto

O concreto é definido como sendo a mistura de um aglomerante (cimento), agregados (areias e britas), água e aditivos, com a finalidade de construção de peças para obras civis.

No entanto, situações especiais poderão existir, levando-se em conta as particularidades das peças as quais serão concretadas. Sendo assim, outros agregados poderão ser utilizados, como: isopor, argila expandida, vermiculita, hematita, barita, etc. Ainda, adições aglomerantes como: sílica ativa, metacaulim, pozolanas,  etc.

Aditivos especiais: 
Retardadores, aceleradores isentos de cloretos, super-pastificantes, pigmentos, incorporadores de ar, impermeabilizantes, hidrofugantes, hiper-pastificantes, etc.

 

Outras adições:
Fibras de aço, nylon, polipropileno, de vidro, etc.

A princípio o concreto em estado fresco permite ser moldado nas mais diversas formas, texturas e finalidades.

Porém, um concreto com qualidade necessita de vários cuidados. Vai desde a escolha de seus materiais, a determinação de um traço que garanta a resistência e a durabilidade desejada, a homogeneização da mistura, sua correta aplicação e adensamento até a cura adequada, que garante a perfeita hidratação do cimento.